Paranóias

You will find everything here!

Posts Tagged ‘TV Series

13 Reasons Why… na ilha da Madeira

leave a comment »

Como é que se chama?

Ahahah!918kkftcufl

 

Agora fora de brincadeiras, vejam a minha opinião sobre a série.

Anúncios

13 Reasons Why (review)

with 3 comments

Olá a todos!

Nos últimos meses tenho estado a ver várias séries televisivas. Hoje em dia, é mais difícil encontrar bons filmes no cinema, tudo muito comercial e sem interesse. Assim, as séries estão a tomar conta do tempo ocupado com a televisão.

Uma das últimas séries que acabei de ver foi uma muitíssimo badalada no ano de 2017. No entanto, decidi realmente ver a série só agora, em 2018, após ter sido dada a confirmação da 3ª temporada para 2019.

A série em questão foi baseada na obra de Jay Asher, e adaptada por Brian Yorkey para a Netflix.

13rw2

A série conta-nos uma história de uma jovem (Hannah Baker) com problemas de bullying e que decide suicidar-se na sequência daquilo que ia passando diariamente nas aulas. Então, a jovem decide divulgar em 13 cassetes as 13 razões que a levaram ao desespero máximo. Cada episódio da série é sobre uma dessas cassetes, sendo cada uma delas reservada a determinadas pessoas com quem convivia diariamente.

Outro jovem muito importante na história é Clay Jensen, que acaba por ser um amigo chegado e apaixonado por Hannah Baker, que não desiste de descobrir quem são os responsáveis pela decisão da jovem.

Dois bons actores, Dylan Minnette (Clay) e Katherine Langford (Hannah), que representaram muito bem os seus papéis durante as duas temporadas que assisti.

Sobre a série propriamente dita, é de enorme qualidade, retrata um tema que nos dias de hoje ganhou um nome estrangeiro (bullying), mas que no fundo, sempre existiu. Está muito bem construída, estamos constantemente a tentar perceber o que realmente se passou com a jovem… foi assassinada, suicidou-se?

Só no final da temporada (1ª) é que ficam realmente a saber o que aconteceu! Ou será que ficam mesmo a saber tudo?!

 

Na 2ª temporada têm o desenrolar do último episódio da primeira e, podem esperar, novas surpresas!

Lá está, tal como disse, as séries hoje em dia estão a ser tão bem construídas que, a qualquer momento, deixam a pessoa que a está a ver, completamente confusa ou a suspeitar de outras hipóteses para o desenrolar da trama! E isto é brutal!!

Cheguei a ler que a temporada 2 tinha perdido o interesse, mas a verdade é que não senti isso.

A única ressalva, foi mesmo o final da temporada, o último episódio… este sim, desiludiu-me bastante com os produtores a arranjarem um esquema para encher ainda mais chouriços para uma 3ª temporada… E, infelizmente, neste ponto, na forma como acabou, das duas uma, ou vão aparecer com uma 3ª temporada muito forte e com conteúdo… ou então vão cair no erro dos senhores de Homeland, em que era uma temporada que teria terminado de forma positiva na 3ª temporada e já vai para a 8ª temporada em 2019.

 

Mas aconselho-vos a ver, sem sombra de dúvidas!

 

Se já viram? O que acharam?

 

Fontes:

IMDB

E se La Casa de Papel fosse feita nos Açores?

leave a comment »

Written by Nuno França - Photography

13 de Setembro de 2018 at 08:25

The Good Doctor (review)

leave a comment »

serie-the-good-doctor-1-temporada-completa-lancamento-2018-d_nq_np_738829-mlb27380220838_052018-f

 

The Good Doctor:

Shaun Murphy, a young surgeon with autism and Savant syndrome, is recruited into the surgical unit of a prestigious hospital.

Uma série memorável, cujo actor principal, Freddie Highmore (conhecido por dois filmes que protagonizou com Johny Depp, em Charlie e a Fábrica de Chocolate e À Procura da Terra do Nunca).

A série fala então de um jovem médico que foi recrutado para um hospital muito conhecido e, o que parecia uma tarefa fácil, acabou por tornar-se difícil. Porquê? Porque o jovem médico tinha dois pequenos problemas: Autismo e Síndrome de Savant

thegooddoctor26081

Se, no primeiro caso, o Autismo fazia com que a personagem tivesse dificuldades em relacionar-se com os outros, com o Síndrome de Savant, caracterizado por ter uma memória extraordinária, faz com que saiba muita coisa da Medicina e o que deixava os seus colegas estupefactos e, por vezes, contra o jovem médico (um pouco justificado pelo autismo e dificuldade em relacionar-se com eles.

É uma série que vale muito a pena, é uma espécie de Dr. House (aliás, o seu criador, David Shore, também foi responsável por esta série). Merece a pena ser vista pela representação fantástica do actor principal! O rapaz “encarnou” no papel de uma forma tão bonita e responsável que consegue passar o Autismo lá para casa! Inclusive, Highmore foi fortemente elogiado pela Comunidade de Pessoas Autistas.

Mais, esta série bateu a muito badalada The Big Bang Theory em termos de audiências. O primeiro episódio teve 11,2 milhões de telespectadores e ao fim de 3 episódios já tinha ultrapassado a série acima mencionada.

Portanto, se ainda não têm séries para ver na próxima época de Inverno, podem ver as 2 primeiras temporadas de The Good Doctor. Acho que não se vão arrepender!

Fiquem aqui com o trailer.

Depois digam a vossa opinião!

 

 

Fontes:

IMDB

Observatório Cinema

Wayward Pines (review)

leave a comment »

Olá a todos!

Hoje estou de regresso aos reviews de filmes e séries. Neste caso, provavelmente será mais de séries pois estas chegaram a um patamar de qualidade, na minha opinião, mais alto que o cinema!

E começo com uma série entusiasmante: Wayward Pines

6682876-wayward-pines-wallpapers

A história começa com o agente secreto Ethan Burke (Matt Dillona ser enviado para uma missão à procura de 2 agentes desaparecidos. Para tal, é enviado, precisamente para Wayward Pines, Idaho!

Chegado ao local, as coisas tornam-se confusas para a personagem, para quem está a ver no sofá. Assim que entra na cidade é visto como uma pessoa estranha e cuja principal abordagem é de que ninguém sai de lá com vida! A cidade está rodeada por uma muralha armadilhada com alta tensão e os avisos são sérios. Não há ligações possíveis com o exterior. Logo aí, ficamos: Mas o que se está a passar?!

Decorrido o episódio, em que reencontra a família, tudo fica mais confuso! Ficamos com o “bichinho” (vontade) para ver o que virá no próximo episódio! É incrível!

Sensivelmente durante grande parte da temporada ficamos com a pergunta:

Por que raio não se pode sair da cidade? O que há lá fora?!

Vão ficar surpreendidos!!!

Há muito tempo que não via uma série (a par desta, só mesmo Fringe) que me deixasse neste estado. Acabar o episódio e pensar: Vou ter de esperar uma semana pelo próximo episódio!!!

Assim foi, até ao final da 1ª temporada, foi angustiante esperar pelo episódio seguinte e seguinte…

Até que, mais tarde, num período em que aguardava pela segunda temporada, decidi rever a 1ª de fio a pavio! E mais cativante que isto, foi ter tido companhia da minha cara-metade que também ficou a gostar imenso da série!

Chegada a 2ª temporada, novos dramas, novas personagens! Já com o mistério desvendado, resta saber como se vai resolver a situação!

Como não vos vou dar spoilers, apenas digo que é uma série de enorme qualidade!

Merece ser vista e revista!

A minha pontuação: 9/10

 

Written by Nuno França - Photography

6 de Agosto de 2018 at 12:39

Cornetto – Commitment Rings

leave a comment »

Glifo e os seus significados (2)

leave a comment »

Nos últimos 3 dias o blogue tem andado com números espectaculares… mais de 300 visitas na 3ª feira, 4ª feira ultrapassou os 1300 visitantes, ontem também esteve perto dos 1300… e hoje, já vai com quase 500.

Tudo devido a uma série que me fascinou imenso: Fringe… e todos os seus glifos. O artigo que publiquei aqui em 2010, quando comecei a acompanhar a série foi precisamente sobre os Glifos e algumas curiosidades sobre eles… artigo este que está a ser muito consultado (sobretudo no Brasil) e a permitir estes números muito positivos.


Encontrei mais uns pequenos vídeos interessantes sobre alguns destes símbolos.

Written by Nuno França - Photography

12 de Dezembro de 2014 at 11:46