Paranóias

You will find everything here!

Posts Tagged ‘fringe

LSD…

with one comment

Já devem ter ouvido falar no LSD (uma droga). Hoje, estava a (re)ver Fringe, quando me deparei com mais qualquer coisa:

LSD: é o acrónimo de Lysergsäurediethylamid, palavra alemã para a dietilamida do ácido lisérgico, que é uma das mais potentes substâncias alucinógenas conhecidas.


O LSD, ou mais precisamente LSD25, é um composto cristalino, que ocorre naturalmente como resultado das reacções metabólicas do fungo Claviceps purpurea, relacionado especialmente com os alcalóides produzidos por esta cravagem.

Claviceps purpurea

O LSD foi criado em 7 de abril de 1938 pelo químico alemão Dr. Albert Hofmann nos Laboratórios Sandoz em Basel, Suíça, como parte de um grande programa de pesquisa em busca de derivados da ergolina em síntese dos derivados do ácido lisérgico para uma substância que impedisse o sangramento excessivo após parto. A descoberta dos efeitos do LSD aconteceu quando Hofmann, após manuseio contínuo do produto de uma das substâncias isoladas (a pequena quantidade de LSD absorvida pelo contato com a pele é, supostamente, o suficiente para produzir seus efeitos) viu-se obrigado a interromper o trabalho que estava realizando naquele instante devido aos sintomas alucinatórios pelos quais estava passando.

 

Para saberem mais sobre o LSD, podem visitar os sites que faço referência no fim.

 

Consequências do uso do LSD:

  • Latência, de 0,5 a 3 horas
  • Frio ou calor, dor de cabeça, insônia, dilatação da pupila.
  • Sensações de medo e angústia
  • Alterações de tempo, espaço, visual.

 

Para terem noção… é tão potente que doses de 20 a 50 microgramas já fazem efeito.
Fontes:

Wikipedia

Fringepedia – E01, T01

Fringe

HowStuffWorks

Written by Nuno França

17 de Novembro de 2010 at 22:57

Capsaicina?

leave a comment »

O que é a Capsaicina?

(devem estar a pensar: “Isto existe?”)

O composto químico capsaicina (8-metil-N-vanilil 1-6-nonamida) é o componente ativo das pimentas conhecidas internacionalmente como pimentas chili, que são plantas que pertencem ao gênero Capsicum. É irritante para os mamíferos, incluindo os humanos, e produz uma sensação de queimação em qualquer tecido que entre em contato. A capsaicina e diversos componentes correlatos são conhecidos como capsaicinóides e são produzidos como um metabólico secundário pelas pimentas chili, provavelmente como barreiras contra os herbívoros. A capsaicina pura é um composto hidrofóbico, incolor, inodoro, de cristalino a graxo.

A capsaicina está presente em grandes quantidades nas sementes e frutos carnosos das plantas do gênero Capsicum. Tais frutos evoluíram tipicamente para auxiliar na dispersão das sementes, atraindo animais que consomem as frutas e engolem as sementes, as quais passam pelo trato digestivo e são subseqüentemente depositadas algures. Assim pode parecer paradoxal que uma planta gaste uma grande quantidade de recursos para produzir frutos grandes e suculentos e os preencha com um composto que age como uma forte barreira ao consumo.

As sementes das plantas Capsicum entretanto são predominantemente dispersadas por pássaros, nos quais a capsaicina age como analgésico ao invés de irritar. As sementes das pimentas chili passam através do trato digestivo dos pássaros sem sofrer danos, enquanto as consumidas por mamíferos não germinam de modo algum. A presença da capsaicina nos frutos portanto as protege de serem consumidas por mamíferos, os quais não proveriam qualquer benefício para a planta, enquanto permite que sejam consumidos por seus semeadores preferidos.

A Escala de Scoville é uma medida da ardência ou picância de uma pimenta, determinando a quantidade de capsaicina presente na mesma.

 

A pimenta mais picante do Mundo é a Naga Jolokia.

 

Naga jolokia ou malagueta cobra-rei

 

Fonte:

Wikipedia

Influências da série Fringe

Written by Nuno França

12 de Outubro de 2010 at 22:47

Glifo e os seus significados

with 7 comments

O site mudou de local. Vejam este artigo mais completo, clicando aqui.

Há coisas que deixam uma pessoa fascinada.

Comecei a ver Fringe há um ano, a primeira temporada. Hoje, começou a segunda temporada na FOX (Portugal). Foi longa a espera… uma série fascinante, que deixa saudades.

Após dois episódios seguidos, decidi investigar um pouco mais sobre a série e deparei-me com isto:

GLIFO

O Glifo, em tipografia, é uma figura que dá um tipo de característica particular a um símbolo específico. Um glifo é um elemento da escrita. Dois ou mais glifos que correspondam ao mesmo símbolo (i.e. carácter, se permutáveis ou dependentes de contexto, são chamados alógrafos; um glifo é uma manifestação da unidade mais abstracta carácter. Glifos também podem ser ligaduras tipográficas que são caracteres compostos ou diacríticos.

Glifos vem da palavra grega que significa inscrição.

Os glifos agrupam-se em colecções que se designam por tipos (fontes):

  • Código de Glifo: Um código numérico que indica um glifo. Freqüentemente, os glifos de uma fonte são indicados por uma código de glifo. Códigos de glifo são específicos para cada fonte, ou seja, cada fonte, mesmo que contenham os mesmos glifos, podem indicá-los com códigos distintos.
  • Identificador de Glifo: Um código literal que indica um glifo em uma fonte. Do mesmo modo que os códigos de glifo, os indicadores são específicos para cada fonte.
  • Imagem de Glifo: A imagem de um glifo impressa numa superfície.
  • Métrica de Glifo: Um conjunto de propriedades que especificam o tamanho e a posição relativa a outros glifos entre outras propriedades de um glifo.

Mas, que relação tem um Glifo com a série?

Para quem já viu, certamente já se deparou com uns símbolos interessantes e curiosos em cada intervalo, ou mesmo em pequenas “pausas” durante cada episódio. No fundo, são os chamados Glifos.

Glifos da série Fringe

Indo detalhadamente a alguns dos glifos…

A rã, com letra PHi

  • Uma mão… que, para os mais desatentos (na série não me tinha apercebido, por ser muito rápido), tem 6 dedos

    Mão com 6 dedos

  • Uma maçã com dois fetos no interior

Maçã com dois fetos

  • Fumo, com uma cara de uma mulher

Fumo e cara de mulher

Como se não bastasse, para além disto tudo, há mais outro pormenor…

Todos os Glifos que aparecem durante cada episódio, reunidos no fim, dão origem a palavras… palavras estas que estão relacionadas com o tema desse episódio. Ou seja, cada símbolo (glifo) tem a sua letra associada (cliquem na imagem para ampliar).

Glifos

Para também não estragar a “história” aos que estão a ler este artigo, se quiserem ver mais dos símbolos, podem ver os links abaixo, em Fonte.

Fonte:

Portal Series

Taringa

Arquivos de Cinema

Fringepedia

FOX – Fringe

SerieManiacos

Written by Nuno França

21 de Setembro de 2010 at 23:49