Paranóias

You will find everything here!

Posts Tagged ‘China

Comece a semana a rir

leave a comment »

Olá a todos!

Hoje, um pouco mais tarde, a rubrica semanal com algo para começar a semana a rir. 🙂

Boa noite a todos! 😀

Written by Nuno França - Photography

10 de Dezembro de 2018 at 20:44

Foto(s) do dia

leave a comment »

Written by Nuno França - Photography

30 de Novembro de 2018 at 08:00

Jack Ma: CEO do Alibaba demite-se

leave a comment »

jackma

 

“O mundo é tão grande, e eu continuo jovem, por isso quero fazer coisas novas – porque novos sonhos podem ser realizados?!”, refere

O espírito da carta é intimista, próximo, positivo e focado nas pequenas coisas da vida vindo de um dos CEOs das maiores empresas do mundo, o que é surpreendente mas não casual. Jack Ma termina resumindo tudo o que havia dito por outras palavras num icónico: “A Alibaba não é do Jack Ma, mas o Jack Ma será sempre da Alibaba”, uma frase lapidar e reveladora dos laços que o unem à empresa.

Fontes:

Shifter Sapo

Jack Ma – carta

Written by Nuno França - Photography

13 de Setembro de 2018 at 11:40

Foto(s) do dia

leave a comment »

fotodia24set

Os edifícios de terra dos hakka As antigas residências de clãs na província de Fujian estão a perder relevância, em contraciclo com a nova China. As tulou, ou “edifícios de terra”, da província de Fujian, no Sudeste da China, são habitações tradicionais construídas pelo povo hakka, oriundo da China Central e que migrou para sul a partir desta região, nos séculos XIV e XV. Fotografia Michael Yamashita

Os edifícios de terra dos hakka

As antigas residências de clãs na província de Fujian estão a perder relevância, em contraciclo com a nova China. 

As tulou, ou “edifícios de terra”, da província de Fujian, no Sudeste da China, são habitações tradicionais construídas pelo povo hakka, oriundo da China Central e que migrou para sul a partir desta região, nos séculos XIV e XV.

Fotografia Michael Yamashita

Fonte:

Nation Geographic Portugal

Foto(s) do dia

leave a comment »

Yoga Enthusiasts Do Yoga In Yichang

Yoga enthusiasts perform yoga for relaxation by a stream at the Three Gorges reservoir area on June 30, 2018, in Yichang, Hubei Province, China. VCG via Getty

Source:

The Atlantic

Foto(s) do dia

with 4 comments

Uma escolha da página The Atlantic, que partilho aqui.

main_15003

Air conditioning units hang off the back side of a row of buildings on July 18, 2018, in Shenyang, Liaoning Province, China. VCG via Getty

 

Source:

The Atlantic

Traduz-te em Força

leave a comment »

Portugal tem, incontornavelmente, uma enorme comunidade de imigrantes. De acordo com dados do PORDATA, em 2016, as comunidades com mais presença em Portugal são naturais do Brasil (79.569 mil), Cabo-Verde (36.193 mil), Ucrânia (34.428 mil), Roménia (30.429 mil) e China (21.953).

As mulheres imigrantes são comumente consideradas “as minorias das minorias”, no sentido em que, ao serem mulheres e ao viverem num país que não o seu, se encontram numa situação mais irregular e inconstante. Como agravante a este cenário, estas mulheres são ainda, não raras as vezes, confrontadas com preconceitos ou obstáculos, seja em termos legais, culturais, económicos, hospitalares, escolares, sociais entre outros.

A nível social, por exemplo, no livro Imigração e Etnicidade – Vivências e Trajectórias de Mulheres em Portugal (2015) Clara Almeida Santos analisa 210 peças de impressa portuguesa em oito jornais nacionais e percebe que prostituição (124 peças), clandestinidade (50 peças) e crime (26) são os temas associado à comunidade de mulheres imigrantes.

Longe destes estereótipos, pretendemos que as mulheres imigrantes surjam associadas a uma imagem de enaltecimento feminino. Assim, nasce a campanha de sensibilização Traduz-te Em Força. O principal objectivo é transmitir uma mensagem de força às mulheres imigrantes, de levantamento espiritual, que lhes cause um sentimento de conforto e identificação. Acima de tudo – e tendo em consideração a visão estereotipada que estas mulheres enfrentam – queremos que esta campanha sirva como um impulso para uma atitude emancipada que as faça enfrentar todas as dificuldades inerentes ao facto de serem mulheres e imigrantes. Ao mesmo tempo, pretendemos que esta campanha sensibilize todas e todos os portugueses para esta temática, a fim de estimular uma sociedade com menos clivagens sociais e mais harmoniosa a nível multicultural.

Written by Nuno França - Photography

16 de Abril de 2018 at 10:40