Paranóias

You will find everything here!

Posts Tagged ‘bullying

Melania Trump: sofro muito bullying

with 2 comments

A mulher do Presidente Donald Trump diz que é, provavelmente, a pessoa que mais bullying sofre no Mundo!

181011-melania-trump-mc-1457_b6f75ef3e3fd986400b917bdb1075469-fit-2000w

First lady Melania Trump tours the Egyptian pyramids and Sphinx in Giza, Egypt, Oct. 6, 2018, the final stop on her 4-country tour through Africa.Saul Loeb / AFP – Getty Images

 

“I could say I’m the most bullied person in the world,”

 

Fonte:

NBC News

 

13 Reasons Why (review)

with 3 comments

Olá a todos!

Nos últimos meses tenho estado a ver várias séries televisivas. Hoje em dia, é mais difícil encontrar bons filmes no cinema, tudo muito comercial e sem interesse. Assim, as séries estão a tomar conta do tempo ocupado com a televisão.

Uma das últimas séries que acabei de ver foi uma muitíssimo badalada no ano de 2017. No entanto, decidi realmente ver a série só agora, em 2018, após ter sido dada a confirmação da 3ª temporada para 2019.

A série em questão foi baseada na obra de Jay Asher, e adaptada por Brian Yorkey para a Netflix.

13rw2

A série conta-nos uma história de uma jovem (Hannah Baker) com problemas de bullying e que decide suicidar-se na sequência daquilo que ia passando diariamente nas aulas. Então, a jovem decide divulgar em 13 cassetes as 13 razões que a levaram ao desespero máximo. Cada episódio da série é sobre uma dessas cassetes, sendo cada uma delas reservada a determinadas pessoas com quem convivia diariamente.

Outro jovem muito importante na história é Clay Jensen, que acaba por ser um amigo chegado e apaixonado por Hannah Baker, que não desiste de descobrir quem são os responsáveis pela decisão da jovem.

Dois bons actores, Dylan Minnette (Clay) e Katherine Langford (Hannah), que representaram muito bem os seus papéis durante as duas temporadas que assisti.

Sobre a série propriamente dita, é de enorme qualidade, retrata um tema que nos dias de hoje ganhou um nome estrangeiro (bullying), mas que no fundo, sempre existiu. Está muito bem construída, estamos constantemente a tentar perceber o que realmente se passou com a jovem… foi assassinada, suicidou-se?

Só no final da temporada (1ª) é que ficam realmente a saber o que aconteceu! Ou será que ficam mesmo a saber tudo?!

 

Na 2ª temporada têm o desenrolar do último episódio da primeira e, podem esperar, novas surpresas!

Lá está, tal como disse, as séries hoje em dia estão a ser tão bem construídas que, a qualquer momento, deixam a pessoa que a está a ver, completamente confusa ou a suspeitar de outras hipóteses para o desenrolar da trama! E isto é brutal!!

Cheguei a ler que a temporada 2 tinha perdido o interesse, mas a verdade é que não senti isso.

A única ressalva, foi mesmo o final da temporada, o último episódio… este sim, desiludiu-me bastante com os produtores a arranjarem um esquema para encher ainda mais chouriços para uma 3ª temporada… E, infelizmente, neste ponto, na forma como acabou, das duas uma, ou vão aparecer com uma 3ª temporada muito forte e com conteúdo… ou então vão cair no erro dos senhores de Homeland, em que era uma temporada que teria terminado de forma positiva na 3ª temporada e já vai para a 8ª temporada em 2019.

 

Mas aconselho-vos a ver, sem sombra de dúvidas!

 

Se já viram? O que acharam?

 

Fontes:

IMDB

Louisa Manning

leave a comment »

Louisa Manning não teve uma adolescência fácil. Insultada e atormentada pelos rapazes da escola devido ao seu excesso de peso, sofreu distúrbios alimentares e problemas psicológicos. Mas sobreviveu. 

Quase uma década depois, está em Oxford, é uma jovem mulher feliz e bem-sucedida. E bonita. Tanto que recebeu um convite para sair de um dos seus antigos agressores. Teria Louisa esquecido o que viveu anos antes? Não. Mas respondeu ao antigo colega. A carta tornou-se viral no Facebook:

“Olá…

Lamento, mas não vou poder juntar-me a ti esta noite.

Lembras-te do oitavo ano, quando eu era gorda e gozavas com o meu peso? Não? Eu lembro-me – passei os três anos seguintes a comer menos que uma maçã por dia. Por isso não vou jantar contigo.

Lembras-te da ‘unicelha’ com que tu gozavas? Das pernas peludas que te metiam nojo? Recordas-te como diariamente durante três anos tu e os teus amigos me chamavam “manbeast” (homem selvagem)? Não, se calhar não fazes ideia. Ou então viste o meu aspecto oito anos depois e consideraste que me tornei suficientemente atractiva para me tratares como um ser humano.

Pensei enviar-te isto como lembrança. A próxima vez que pensares em mim, pensa na miúda nesta foto. Porque foi ela quem te deu uma nega.

Louisa”

 

Written by Nuno França

9 de Dezembro de 2014 at 07:41