Paranóias

You will find everything here!

Archive for the ‘Política / Politics’ Category

Futebol? Não…

with 4 comments

O futebol hoje em dia está podre…

Por estas e por outras já não vejo futebol…

Anúncios

The Voice Portugal – 2018

with one comment

Olá a todos!

Terminou no Domingo a edição 2018 do programa dedicado à Música: The Voice Portugal

the-voice-portugal-2018-finalistas

Acabou esta edição, que foi a pior edição do programa (pelo menos das edições que acompanhei nos últimos anos)! E digo pior edição não pelos concorrentes que passaram, mas pelas situações que se passaram no programa… e que culminaram com a final de Domingo, escandalosamente política, com um resultado previsível dado aquilo que se viu durante o programa todo! Ora, passo a explicar:

  • A ida da jovem Marvi (de Timor-Leste) para a equipa da Marisa Liz e toda a “menina especial” mencionada pelos mentores do programa, dado ter vindo de Timor-Leste;
  • A ida de Xanana Gusmão (antigo presidente de Timor-Leste) ao programa da RTP-1, levou muita gente a criticar e a julgar uma passagem da jovem à próxima fase por questões políticas;
  • Marisa Liz (artista que admiro muito), escolher a Diana para ir à final e depois verificar-se o ponto abaixo;
  • A alteração de regras, de 2017 para 2018, que permitia a ida à final de 5 finalistas (com 4 mentores apenas), permitiu à jovem Marvi, de Timor, a ida à “repescagem” e, por conseguinte, a ida à final;
  • Os outros mentores raramente falaram na qualidade técnica da Marvi, referindo apenas o facto de ser uma “menina especial”, de um país que passou por muitas dificuldades e que tinha muito valor por estar ali, longe da família… e, Marisa Liz, falava sempre do facto de ela ser especial e fazia da jovem uma deusa. Ela nem sequer sabia falar português em condições! Se aparecesse algum concorrente que não soubesse falar/pronunciar bem o Inglês (por exemplo), certamente seria excluído por esta razão… A Marvi não, pronunciava mal algumas palavras, penso até que se esqueceu de uma parte de uma canção… mas nunca foi criticada por isso. Aliás, desculparam-na sempre pelo facto de ser… de Timor-Leste;
  • Marisa Liz tanto elogiou e comparou a Diana Castro à sua imagem pelo sofrimento de seguir o seu sonho com família de dois rebentos pequenos, mas depois, aparece esta tal regra que mencionei acima…;
  • Sondagens que, se já há algum tempo duvidava que existissem, nesta edição acho que confirmei a minha ideia: não acredito que o voto do público conte para alguma coisa;
  • A Aurea, que tanto admiro como artista, foi também uma mentora que, infelizmente, desde o início, me surpreendeu pela negativa, pois demonstrou várias vezes ter preferências claras por alguns concorrentes… pondo de parte alguns com potencial superior… mas prefiro não me alongar neste sentido. Ainda assim, acho que a concorrente que chegou à final (Soraia Cardoso) foi uma justa finalista, dados os elogios da Aurea em termos do sentimento da concorrente ao cantar fado… muitas das vezes elogiada/considerada a melhor concorrente a cantar fado em todas as edições do The Voice. Mas por vários momentos, ficava na dúvida se ela ia dar prioridade máxima à concorrente;
  • Mickael Carreira e o Anselmo Ralph, este ano, surpreenderam-me ao serem mais imparciais ao escolherem, de facto, quais os melhores artistas para a ida à final!! Carreira, com o Gonçalo Lopes, com uma presença enorme em palco e uma belíssima voz… e, Ralph, com a Vânia Dilac, que vive aqui na minha ilha, São Miguel… e merecia, de longe, um resultado melhor do que aquele de ontem… um 4º lugar.

 

Com tudo isto, não quero dizer que estou contra a participação da Marvi… acho que todos têm direito, tal como o Leo (emigrante em França), ou Anna Ermakova (russa, a viver em Portugal)… não é isto que está em questão.

Estou sim, insatisfeito pela forma como as coisas decorreram durante o programa todo. A forma como a Marvi foi levada até à final, com poucos elogios e mais referências às dificuldades no país da jovem.

Vânia Dilac: tremendamente elogiada ao longo do programa todo e conhecendo o talento desta mulher, por já a ter visto em grandes espectáculos aqui em São Miguel… levando mesmo a pensar que os resultados do “público” não existiram neste programa!

Diana Castro: também com uma qualidade enorme, mas também foi surpreendida por este resultado, quando esteve sempre na frente das “sondagens”.

Para mim, esta final devia ter sido decidida justamente entre as duas mulheres acima mencionadas… E com a Soraia Cardoso ali à luta no 3º lugar.

Vejam abaixo os 5 finalistas e digam-me a vossa opinião…

5 finalistas

Outros lugares onde se menciona a polémica do programa de 2018:

Vitória contestada pelos espectadores

Alguém deve ter pago

 

The Voice Portugal: Nunca mais!

Comece a semana a rir

leave a comment »

Olá a todos!

Hoje, um pouco mais tarde, a rubrica semanal com algo para começar a semana a rir. 🙂

Boa noite a todos! 😀

Written by Nuno França - Photography

10 de Dezembro de 2018 at 20:44

Comece a semana a rir

with one comment

Esta semana, nem sei bem se deve ser para começar a rir ou não…

 

AL, Alojamento Local e as suas “leis”…

leave a comment »

Toda a gente que reside em Portugal conhece uma expressão que nos últimos anos teve um boom enorme: Alojamento Local (AL)

alojamento-local

O que é isto? É uma simples forma de alojar turistas nas nossas casas, que até 2015, sensivelmente, não tinha esta nomenclatura porque nem toda a gente fazia isto. Com o aparecimento de plataformas como a Airbnb, isto fez com que muitos portugueses começassem a utilizar a plataforma com intuito de alugar a turistas as suas moradias.

Quando começou a haver este crescimento enorme, os governos (central e das regiões autónomas) começaram a lançar leis para controlar esta actividade, aparecendo então esta expressão que mencionei acima.

Como tudo na vida, algumas medidas foram correctas, porque é necessário controlar os alojamentos, de forma a eliminar aqueles que não têm condições e para que também não haja fuga aos impostos.

Contudo, as coisas são novas nesta área, todos os dias aparecem leis novas (ou, pelo menos, são debatidas novas ideias para leis)… e há sempre quem se aproveite! Claro, querem vender os seus produtos, aproveitando-se do desconhecimento da população que está metida neste novo negócio.

O problema das leis em Portugal é precisamente o facto de não serem claras… e, por não serem claras, geram enorme burburinho entre a população:

  • Fulano 1: “Agora vai ser assim! Tens de fazer isto!”
  • Fulano 2: “Não, no meu caso não se aplica isto! Não posso comparar a minha situação à tua!”
  • Fulano 3: “Na minha região não se aplica isto!”
  • Fulano 4: “O meu município não exige isto, é diferente do teu!”
  • Fulano 5: “Afinal, qual de vocês tem razão?!”

E pronto, andamos nesta…

Há poucos dias foi anunciada, a nível de Portugal Continental, uma lei que diz que os ALs devem ter seguros…e, tão depressa se anunciou esta lei, por cá, nos Açores, começaram a chover e-mails (e, obviamente, em Portugal Continental) de entidades responsáveis por seguros a apresentar produtos relacionados com a área…

Como é preciso estarmos dentro do assunto para não sermos enganados, no caso dos Açores e Madeira, como regiões autónomas, as leis aplicadas em Portugal Continental não se aplicam à letra… Claro que, após algum tempo, poderão ser aplicadas ou reformuladas a cada uma das regiões…

E todo este meu texto para confirmar algo que a própria DECO veio agora alertar!

“Há seguros multi-riscos habitação, multi-riscos empresa e multi-riscos condomínio. Mas não há seguros multi-riscos de responsabilidade civil, o que demonstra um grave desconhecimento do legislador sobre a matéria sobre a qual legislou”, afirmou à associação DECO, em comunicado enviado à agência Lusa.

Em causa está a lei n.º 62/2018, que entrou em vigor em 21 de Outubro e que altera o regime de autorização de exploração dos estabelecimentos de alojamento local, determinando que o titular “deve celebrar e manter válido um seguro multi-risco de responsabilidade civil que o proteja dos seus activos e reclamações no âmbito da sua actividade turística”.

 

(…) a Associação Portuguesa de Seguradores (APS) que confirmou existir um erro na legislação, garantindo que a terminologia de seguro multi-riscos de responsabilidade civil “não tem correspondência na terminologia técnica e legal da actividade seguradora, cujo regime jurídico de acesso e exercício elenca de forma expressa os grupos de ramos ou modalidades de seguros que as empresas de seguros podem ser autorizadas a exercer”.

 

Podem ler o resto da notícia aqui.

É isto… e não passa disto!

with 4 comments

A deputada do Partido Socialista Isabel Moreira foi “apanhada” a pintar as unhas durante o debate do Orçamento do Estado que, esta segunda-feira, teve lugar no Parlamento. A imagem insólita foi captada por um repórter fotográfico da Reuters.  

img_757x4982018_10_29_18_40_31_792530

Reuters – Rafael Marchante

 

Fonte:

CMJornal

Ionline

Samsofy – Brasil vs. Banksy

with 2 comments

Os resultados das eleições no Brasil foi o que se adivinhava há algum tempo… Jair Bolsonaro foi eleito presidente.

Abaixo, um trabalho baseado na obra de Banksy, de um grande artista que sigo no instagram: Samsofy

Samsofy

Artiste/photographe/plasticien depuis 2007
french professional plastician artist 
Joby , Lume cube, Nissin ambassador