Paranóias

You will find everything here!

Café entornado: a sua física

leave a comment »

Para aqueles que tomam café, há uma situação nada agradável: quando a chávena vira e levamos um banho de café…

Por isso, uma equipa norte-americana foi investigar a física do café entornado. O estudo, publicado na revista Physical Review E, mostra como o caminhar influencia o destino de uma caneca de café.

“Não posso assegurar que entornar o café seja grave para a investigação científica a um nível determinante”, disse um dos autores do estudo, Rouslan Krechetnikov, engenheiro mecânico na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara. “Mas é certamente perturbador durante um raciocínio”, disse, citado pela Science.

A ideia da investigação surgiu a Krechetnikov e ao seu aluno, Hans Mayer, durante uma conferência de mecânica de fluidos, quando viram a dificuldade que vários participantes tinham em transportar as canecas de café.

Em laboratório:

Pediram a uma pessoa para caminhar a velocidades diferentes, em linha recta, com uma caneca com café (10 centímetros de altura e diâmetro de 7).

Utilizaram uma câmara e um sensor na caneca, que detectou o momento exacto em que o café caía ao chão.

A frequência do movimento de um fluido para a frente e para trás depende do tamanho do recipiente onde se encontra. Segundo o estudo, o tamanho médio das canecas utilizadas nos Estados Unidos produz uma frequência do movimento do café, que corresponde ao passo da perna humana durante a caminhada. Qualquer sobressalto na passada pode amplificar o movimento do líquido e estragar o dia ao consumidor do café.

Por isso, regra número um para evitar desgraças pela manhã, segundo a equipa: quando se tem uma caneca de café na mão, deve-se iniciar o movimento devagar e não acelerar subitamente a passada. Depois, encher só sete oitavos da caneca. Finalmente, ter atenção à caneca enquanto se caminha. Três regras de bom senso para evitar um mau começo de dia.

Para Andrezej Herczynski, do Boston College, a investigação soube a pouco. “Fiquei um pouco desapontado que o estudo se tenha limitado às canecas cilíndricas… deixando de fora as comuns chávenas arredondadas, muito utilizadas no cappuccino em Itália”, disse àScience. “Mesmo assim, no mínimo, o artigo está destinado para os Ignóbeis”, referindo-se aos prémios galardões que são uma espécie de Nobel ao contrário e que galardoam a ciência mais improvável e curiosa.

E, na minha opinião, há algo mais que se deve fazer para evitar deixar cair/entornar o café:

– Pegar na caneca pelos bordos (zona onde encostamos os lábios para beber). Pegando aí, o peso da caneca fica distribuído uniformemente e não há perigo nenhum. Pelo menos comigo resulta e desde que passei a pegar desta forma em copos/canecas com líquidos passei a evitar derrames.

Experimentem…

Written by Nuno França - Photography

9 de Maio de 2012 às 10:28

Comment!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: