Paranóias

… Um weblog dedicado a paranóias e não só …

Posts Tagged ‘lisboa

ÚLTIMA HORA: Aranhas gigantes em Lisboa!!!

leave a comment »

Citação do dia

leave a comment »

A política ou é séria, e feita por homens de barba rija, ou é uma grande mariquice.

Por Nuno Krus Abecasis, presidente da Câmara Municipal de Lisboa entre 1979 e 1989, ao Jornal A Capital, 5 de Abril de 1991.

Written by paranoiasnfm

24 de Outubro de 2013 at 11:29

António Costa vence em Lisboa

leave a comment »

Written by paranoiasnfm

29 de Setembro de 2013 at 21:02

Explosão em Campolide

with one comment

 

Segundo referiu o bombeiro, a explosão ocorreu numa loja de tapetes,  no número 22b da rua Conde das Antas, em Campolide, tendo depois incendiado  uma residência em anexo. 

O fogo já foi extinto pelos bombeiros, mas “ainda há muitos danos e  uma saída livre de gás” que os bombeiros esperam ver cortada pelo piquete  da empresa, referiu. 

As causas da deflagração do fogo ainda não foram apuradas, disse o mesmo  bombeiro, explicando que a investigação será feita pela PSP. 

Numa primeira informação adiantada à SIC pela polícia, na origem da explosão estará uma fuga de gás.  

Written by paranoiasnfm

2 de Julho de 2013 at 11:05

Na categoria Notícias

Tagged with , , , ,

Expo98 – 15 anos!

with 2 comments

Foi há 15 anos!!!!

Written by paranoiasnfm

22 de Maio de 2013 at 19:15

Fotografia: sem-abrigo em Lisboa

leave a comment »

Um jovem fotógrafo brasileiro criou um blogue onde publica histórias de pessoas que vivem na rua. O projecto chama-se Histórias das Ruas e dedica-se agora à cidade de Lisboa. Em breve, viajará até Marraquexe e depois Paris, sempre com um mesmo objectivo em mente – dar a conhecer as histórias de vida dos sem-abrigo.

Henrique Rangel tem 20 anos e é natural de Americana, no interior de São Paulo. Criou em Setembro de 2011 o projecto, que pretende dar a oportunidade a quem vive na rua de partilhar as suas experiências, sair do anonimato e sensibilizar as pessoas para esta realidade.

A ideia de criar o blogue onde partilha as histórias surgiu de um acaso. “Estava na praia com uma amiga e passámos horas a conversar com um menino que tinha acabado de sair da cadeia e que estava a morar na rua. Ele contou-nos toda a sua vida. Depois daquele dia pude perceber que todos têm uma história para contar e que ninguém está na rua por vontade própria.”

O método de abordagem é simples. Henrique aproxima-se das pessoas que encontra na rua, mete conversa com elas e testa a sua aceitação. “Nunca ultrapassei o espaço da pessoa – se não aceita, não insisto”, explica. “Não tenho como saber como é para elas lidar com a sua própria história – algumas adoram, outras odeiam ter de a relembrar.”

Podem seguir o blogue (clicando em Histórias das Ruas – em cima) ou o Facebook.

Written by paranoiasnfm

18 de Janeiro de 2013 at 12:10

Colectivo Negativo: soldados no Parlamento

with one comment

Milhares de soldadinhos de plástico foram esta tarde colados ao chão, frente ao Parlamento, em Lisboa. A iniciativa, do Colectivo Negativo, um grupo de instalação e performance, teve como objectivo apelar à responsabilidade individual e aos deveres de cidadania.

O grupo, criado em janeiro, quer proporcionar reflexão e justifica a escolha dos soldadinhos de plástico com um “regresso à infância”, dizendo que “somos todos capitães”.

O mote da marcha dos soldadinhos são precisamente as palavras de Salgueiro Maia, capitão de Abril: “Mandamos todos! Somos todos capitães!”.

O Colectivo Negativo pretendeu transmitir a “noção de que todos os cidadãos são responsáveis por si mesmos, preparados para criticar com consciência aquilo que sabem apontar como exploração do trabalho de uma vida”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Written by paranoiasnfm

30 de Setembro de 2012 at 18:07

Lisboa adulterada em anúncio

leave a comment »

Chama-se “A Beleza da Simplicidade”, mas é na realidade um caso complexo. O vídeo do Turismo de Portugal que foi multipremiado internacionalmente promove o país, mas com a geografia de Lisboa adulterada via manipulação de imagem.

 

O filme promocional “A Beleza da Simplicidade”, do Turismo de Portugal, tem dado que falar um pouco por todo o mundo. Contudo, visto à lupa, percebe-se que adultera as ruas de Lisboa com uma montagem de imagens que adicionam à capital uma verdadeira avenida fantasma. Durante quatro segundos, numa vista panorâmica da cidade, a Rua Braancamp é transformada numa longa avenida, onde se repetem não só os jardins do Parque Eduardo VII, como também a rotunda do Marquês de Pombal. Para enganar o olhar do espectador, apenas a estátua foi apagada da montagem.

Pedro Rocha, engenheiro eletrotécnico que em tempos se dedicou à análise de imagem e algoritmos no extinto INETI e actual LNEG – Laboratório Nacional de Engenharia e Geologia, estava a ver o vídeo recém premiado com o ouro no Festival Internacional de Filmes de Turismo e Ecologia da Sérvia, quando reparou que algo estava mal. “Entre os minutos 2.59 e 3.03 aparece uma rua que não existe em Lisboa. A adulteração da imagem é bem feita e produzida certamente com o intuito de impressionar devido ao efeito da parte noturna, mas não passa despercebida aos olhos mais treinados e conhecedores da cidade”, explica ao Expresso o engenheiro, deveras habituado a “verificar e analisar padrões, discrepâncias, harmonias e correlações”.

Estes quatro segundo passam despercebidos ao espectador comum, mas se olharmos com atenção é fácil ver a adulteração de imagem apontada pelos olhos experientes de Pedro Rocha. “Temos a Av. Fontes Pereira de Melo que desemboca na rotunda do Marquês e até aí, tudo bem. Na parte superior a essa área, no lugar do prolongamento oposto à desta avenida, no lugar do que seria a Rua Braamcamp verifica-se a olho nu, por simples correlação de formato, texturas e cores de edifícios, que os prédios que ladeiam o fim da Av. Fontes Pereira de Melo e os do BES/Hotel Fénix da rotunda, escandalosamente se repetem no prolongamento do seguimento do olhar para além da rotunda original do Marquês de Pombal”, explica o engenheiro. “Em plena área de repetição desse ‘padrão’, a rotunda ainda permanece mas a estátua do Marquês é removida. E julgo que até mesmo o Parque Eduardo VII é parcialmente repetido”.

 

Podem ler o resto do texto aqui.

«Ao Fim de Semana, Tu Decides!»

leave a comment »

Para quem nunca sentiu na pele os efeitos de um acidente rodoviário ou acha que só acontece aos outros, pode neste fim-de-semana experimentar um pouco do que será estar envolvido num capotamento de carro.

Na Sexta-feira e no Sábado à noite, dias de enchente no Bairro Alto, o Largo de Camões, em Lisboa, vai ter um simulador que permite aos jovens experimentarem os efeitos de um capotamento, demonstrando-lhes as consequências que o consumo excessivo de álcool pode ter na condução.

«Ao Fim de Semana, Tu Decides!» é uma acção levada a cabo todos os anos pela Fundação MAPFRE, organizada com a Câmara Municipal de Lisboa no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade 2012. O objectivo é sensibilizar os jovens para a importância da segurança rodoviária e para a incompatibilidade entre o consumo de álcool e a condução.

A mesma acção vai passar também por Coimbra em Outubro e, durante um fim de semana, os jovens que frequentam as principais zonas de animação nocturna destas cidades poderão jogar um jogo interactivo projectado num ecrã gigante, poderão testar o seu equilíbrio e destreza num circuito de obstáculos e experimentar a sensação de sofrer um capotamento num simulador muito realista.

 

Fonte:

SOL

Written by paranoiasnfm

19 de Setembro de 2012 at 14:02

The Art of Building: Inês Costa vence!

leave a comment »

The Art of Building, é um concurso de fotografia organizado pelo Chartered Institute of Building, que representa os profissionais do sector da construção no Reino Unido.

Inês Costa, de Lisboa, foi a vencedora do concurso deste ano!

A vencedora recebe um prémio monetário no valor de duas mil libras (cerca de 2.500 euros) e as doze fotografias finalistas serão leiloadas, sendo o valor angariado canalizado para o projecto de construção de escolas no Haiti.

Inês Costa concorreu com uma fotografia tirada em Banguecoque, na Tailândia, que foi escolhida através de votação aberta ao público no site do concurso.

Na imagem é possível ver-se um homem que, de acordo com a fotógrafa, estava a «construir arte». O homem está «no telhado de um templo, a trabalhar debaixo de um sol muito forte» e, de acordo com a descrição disponível no site do concurso, para Inês Costa foi «muito inspirador ver como ele escolhia as cores dos azulejos e os colocava nos sítios certos».

Roof in Colours

À 3.ª edição do Art of Building concorreram mais de três mil fotógrafos de todo o mundo, entre amadores e profissionais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte:

SOL

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 699 outros seguidores